terça-feira, 18 de setembro de 2012

A FÉ VIRA-LATA!




Eu não conheço nenhuma maneira mais certa de fazer um povo perecer do que ser conduzido por alguém que não fale em linha reta e honestamente denuncie o mal, o erro, o pecado.

Se o ministro não está firme em sua posição você se surpreende que sua congregação vida indecisa? Se a força do pregador é usada para torcer a verdade para agradar a todos, você pode esperar que seu povo seja honesto? Se o pregador fixar seus olhos em suas inconsistências e não na verdade, em breve não estará endurecido como o mundo que tenta agradar?


Aqueles que tem medo de repreender o pecado, ou dar subsídio para as consciências, terá muito o que responder no Juízo eterno. Que Deus te salve de ser levado para o buraco por um guia cego. Ainda assim não é um mistura de Cristo e Belial, da verdade com o mundanismo... o “cristianismo” atual da Inglaterra?


O povo tem procurado líderes que não sejam muito precisos na proclamação da verdade, e eles se conformam confortavelmente a uma fé vira-lata, meia verdade, meio erro. A fé vira-lata acha poder abraçar meia ortodoxia, meio engano. A fé vira-lata é uma fé morta.


Deus tenha misericórdia dos homens, trazendo-os de fato para fora do mundo, porque é impossível ter um composto de mundo e de graça. “Saia do meio deles”, diz Ele, “apartai-vos; não toques nada imundo” – 2 Coríntios 6.17 –“Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o SENHOR é Deus, segui-o, e se Baal, segui-o.” 1 Reis 18:2


Não pode haver aliança entre os dois. Deus e Baal nunca podem ser amigos: “Não podeis servir a Deus e a Mamom”. “Ninguém pode servir a dois senhores”.


Todas as tentativas de compromisso ou de abrangência em questões de verdade e pureza misturando-as com os valores humanos... são fundadas sobre a mentira, a falsidade e tudo que pode vir delas. Que Deus nos salve de algo tão odioso.

Nenhum comentário: