domingo, 24 de julho de 2011

O PERIGO DA CURA SEM A CRUZ - PR CLAUDIO MORANDI.


O PERIGO DA CURA SEM CRUZ
Curam superficialmente a ferida do meu povo, dizendo: Paz, paz; quando não há paz. Jeremias 8:11.
O que seria uma cura sem cruz? Seria o mesmo que curar o sintoma e não a doença. Por exemplo a gripe. Todos aqui já contraíram o seu vírus, mas se ela não for tratada, pode avançar e teremos uma pneumonia e conseqüentemente evolução para óbito, caso isso não seja adequadamente tratado. Com a gripe em nosso organismo, certamente aparecerá vários sintomas. Terá dor de cabeça, sentir-se-à febril, sentirá mal-estar e dores estranhas no corpo, e poderão ocorrer suores, e assim por diante. Há numerosos sintomas da doença e o perigo é que passemos o tempo todo medicando somente os sintomas. Você pode tomar várias coisas para aliviar a dor de cabeça, como aspirina e sua dor acalmará por algum tempo. Entretanto, não fará nenhuma diferença para a pneumonia. E assim você poderá estar tratando de um sintoma atrás do outro sem, contudo curar a doença. Mas, o que realmente precisa ser curado é a doença e não os sintomas. Assim também ocorre na vida espiritual. As pessoas estão correndo atrás da cura dos sintomas e não da doença. Mas Jesus cura a doença e também os sintomas. Ele é quem perdoa todas as tuas iniqüidades; quem sara todas as tuas enfermidades. Salmos 103:3.
Vocês já pararam para pensar se não é isso que as “igrejas” estão oferecendo ao povo? A cura dos sintomas e não da doença. Hoje se cura a dor de cabeça pela religião, a paralisia é curada na frente de todos, contudo o carnegão do pecado permanece inseparável da pessoa. Curam os sintomas, mas a doença ainda permanece e muitos não se dão conta disso. Irmãos o pecado é uma doença que domina o coração humano. Se não compreendermos nossa própria perversidade ou não enxergarmos nosso pecado como Deus vê, não poderemos entendê-lo ou fazer uso do remédio contra ele. Aqueles que tentam justificá-lo, negligenciam a justificação de Deus. Até compreendermos quão totalmente repugnante nosso pecado é nunca poderemos conhecer a Deus. A religião não considera o pecado como um câncer mortal para homem, mas Deus leva muito a sério o nosso pecado. Por isso Deus sempre vai tratar com a raiz do problema e não com a periferia. Já está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo. Mateus 3:10.
Toda culpa é um sintoma de uma doença chamada pecado. E o que todos nós estamos assistindo de camarote são pessoas que têm problemas com sentimento de culpa recorrer a um terapeuta, cuja tarefa é melhorar a auto-imagem do paciente. Irmãos, a terapia claramente não está solucionando o problema que as Escrituras chamam de pecado. Em vez disso, simplesmente convencem as pessoas de que estão desesperadamente desequilibradas, e, portanto, não tem nenhuma responsabilidade pelo seu mau comportamento. Isso lhes dá permissão para entenderem que são pacientes e não malfeitores. Você sabe o que é uma pessoa sem a vida de Cristo? Vamos ver o que o próprio Senhor Jesus nos diz em Mateus 23:33 Cobras venenosas, ninhada de cobras! Como esperam escapar da condenação do inferno? (LH).
O nosso Deus quando nos fez, Ele nos fez com uma consciência. E da consciência ninguém pode fugir. Com isso muitos pecam e tentam ocultar os pecados das pessoas. Mas será que podemos esconder os nossos pecados da nossa própria consciência? O que vale para você que ninguém saiba o que foi feito, quando tu és o que te conheces? Que proveito terá isso para quem tem uma consciência que o acusa, que nenhum homem o fará, mas sim você mesmo? A consciência não é uma testemunha secreta. Portanto, nunca peque esperando ocultar seu pecado. Seria melhor que todos os homens soubessem do seu pecado do que você mesmo. Um dia tudo será estampado na sua testa. A consciência irá traí-lo, pode ter certeza disso. A sua consciência é a sua testemunha verdadeira contra você mesmo, por isso, tentar manter segredo será em vão. Observem cuidadosamente a maravilhosa revelação da Palavra de Deus em Isaías 59:12 Porque as nossas transgressões se multiplicam perante ti, e os nossos pecados testificam contra nós; porque as nossas transgressões estão conosco, e conhecemos as nossas iniqüidades.
Amados irmãos, a consciência conhece todos os nossos motivos e pensamentos secretos. É o testemunho mais preciso e mais temível no julgamento da alma do que qualquer observador externo. Aqueles que evitam falar sobre uma consciência acusadora, preferindo confiar em um conselheiro, entraram num jogo perigoso. Pensamentos e motivos ruins podem se esconder dos olhos do conselheiro, mas não se esconderão dos olhos da consciência. Muito menos escaparão dos olhos do Deus Onisciente. Quando tais pessoas forem convocadas para o julgamento final, a própria consciência delas estará ciente de cada transgressão e se apresentará como uma testemunha eterna de tortura contra eles. Por outro lado, louvamos e agradecemos ao Senhor, porque a obra da cruz foi feita de uma maneira perfeita em dois aspectos extraordinários: Primeiro porque o nosso velho homem foi crucificado com Cristo, como afirma a verdade das Escrituras em Romanos 6:6 sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos. Em segundo lugar: É o efeito purificador e renovador que o novo nascimento provoca na consciência através do sangue de Cristo. Leiamos Hebreus 9:14 muito mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, a si mesmo se ofereceu sem mácula a Deus, purificará a nossa consciência de obras mortas, para servirmos ao Deus vivo!
Podemos asseverar que esta é uma cura perfeita operada tão somente pela cruz e o sangue precioso de nosso Senhor. Lá na cruz, no Corpo de Cristo, nossos pecados lhe foram imputados, e Ele pagou a penalidade por eles. Em contrapartida sua justiça perfeita foi imputada a nós, os que cremos. Uma vez que por meio da sua morte Jesus pagou a culpa dos pecados, e uma vez que sua justiça sem mácula foi creditada em nossa conta, Deus nos declara inocentes e nos recebe na condição de justos. Romanos 3:24-25 sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos.
Quando o veredito de Deus nos declara inocentes e completamente justos, como alguém poderá nos acusar? Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem os condenará? É Cristo Jesus quem morreu ou, antes, quem ressuscitou, o qual está à direita de Deus e também intercede por nós. Romanos 8:33-34.
A obra da cruz foi um milagre glorioso em nossas vidas, porque quando cremos no fato consumado de Cristo na cruz, a nossa fé comunica à nossa consciência que somos perdoados e purificados por meio do precioso sangue de Cristo. Que dádiva é ser sarado e purificado de uma consciência doente e suja! Do mesmo modo que uma consciência angustiada é um lampejo do inferno, assim a consciência pura é um antegozo da glória. Talvez você que está aqui neste dia, tem a sua consciência pesada, por favor, não adie a limpeza da sua consciência corrompida. Paulo disse que fez o seu melhor. Vejamos Atos 24:16 Por isso, também me esforço por ter sempre consciência pura diante de Deus e dos homens.
Algumas pessoas adiam o tratamento da culpa pensando que sua consciência se autolimpará a tempo. Isso não acontece. A procrastinação permite que o sentimento de culpa se transforme em feridas. Isso sucessivamente gera depressão, ansiedade e outros problemas emocionais. Após o esquecimento da ofensa, o sentimento de culpa poderá persistir por um longo tempo, freqüentemente respingando em outras áreas da nossa vida. Essa é uma das razões por que as pessoas, com freqüência, se culpam e não sabem o motivo. Por isso elas buscam a cura na religião e não no Senhor e com isso os sintomas são curados e não a doença. Cura sem cruz é tão somente uma cura superficial e não integral. Somente o Senhor pela cruz, nos cura totalmente. Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles. Hebreus 7:25. Amém.

O ETERNO EVANGELHO REVELADO - PR CLAUDIO MORANDI.


O ETERNO EVANGELHO REVELADO
Ora, àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho e a pregação de Jesus Cristo, conforme a revelação do mistério guardado em silêncio nos tempos eternos. Romanos 16:25.
Quando Paulo fala sobre eleição, predestinação, adoção de filhos, quando ele fala sobre remissão, quando ele fala sobre sermos para “louvor da glória da sua graça”, quando ele fala que a palavra da verdade nos gerou como sua herança e quando ele diz que o Espírito Santo habita em nós como um selo da sua propriedade que somos nós, cada palavra, cada frase é de imenso conteúdo dentro do que nós podemos chamar de o Evangelho de Paulo que é o único Evangelho bíblico, o Evangelho do Senhor Jesus, mas aquele que foi tornado o Evangelho de Paulo, porque foi o Evangelho que conquistou o seu coração. Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. Filipenses 3:12.
Hoje nós ouvimos a respeito de tantos “evangelhos”. Existe evangelho até de Alan Kardec, como se esse homem fosse alguma coisa, que não um miserável pecador. Mas o Evangelho do Senhor Jesus é o Evangelho da graça e não das obras e esse Evangelho se tornou pela revelação de Deus, o Evangelho de Paulo. Nós não fomos salvos de uma forma obscura; nós não cremos no Senhor para ver no que vai dar Naquele Dia quando estivermos face a face com Ele, ou então quando nós partirmos mediante nossa morte. Nós não entramos em uma fila sem saber para onde nós estamos indo. Esse não é o Evangelho da Graça de Deus em Cristo. Irmão, nós somos um povo que tem luz, não porque a conquistamos, mas porque nos foi dado pela graça. Que alegria para nosso coração quando temos a revelação do mistério de Deus! E damos muitas graças ao Senhor porque Ele quis dar a conhecer este mistério a nós. O mistério que estivera oculto dos séculos e das gerações; agora, todavia, se manifestou aos seus santos; aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da glória deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós, a esperança da glória. Colossenses 1:26-27.
Para nós cristãos, que morremos e ressuscitamos com o Senhor, Deus desvendou o mistério. Não tem mistério mais. Esse mistério é Cristo. Esse mistério é a auto revelação de Deus em Cristo. Tudo o mais que pode ser chamado de mistério não passa de enganação, porque só o Senhor disse que “Ele era o Caminho, a Verdade, a Vida”. Deus nos rasgou o véu. Ele desvendou o mistério da sua vontade. O propósito do Pai é revelar o Seu mistério a todos nós seu povo. Desvendando-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito que propusera em Cristo, Efésios 1:9.
Paulo está falando que Deus desvendou para nós os seus santos, aqueles que Ele separou do mundo, de todas as nações, pela graça, não por seus méritos, pelas suas obras, mas pela graça. Eu e você éramos mortos, a nossa vida era incondizente com o Evangelho, nós não fomos andando, nem engatinhando atrás do Senhor e sim o Senhor que veio a nós pela graça. Foi o Senhor que nos deu vida em nosso espírito morto; foi o Senhor quem nos levou à comunhão com Ele e nos capacitou a clamarmos Aba Pai; foi o Senhor quem tirou todo o temor do nosso coração, toda acusação da nossa consciência, toda a nossa falta de paz, a nossa vida sem propósito. Não somos pessoas que estamos nos aperfeiçoando por nós mesmos, mas que fomos atraídas pela graça de Deus em Cristo. Para esses Deus rasgou o véu, desvendando-nos o mistério da sua vontade e esse mistério de Deus é segundo o beneplácito, ou seja, segundo o seu bom prazer. A nossa urgência é rogar ao Espírito Santo diariamente que desvenda os nossos olhos, para contemplarmos as maravilhas da sua Palavra. Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da tua lei. Salmos 119:18.
Tudo começou com o bom prazer de Deus em revelar a Sua vontade a nós Seus filhos. A vontade de nosso Pai celestial estava guardada em mistério, em segredo. Agora, em Cristo, esse mistério foi rasgado, essa vontade foi revelada e esse beneplácito foi aberto. O que é que é beneplácito? Significa que essa vontade de Deus é uma vontade que para Ele mesmo é boa, perfeita, agradável, como Paulo diz em Romanos 12:2 E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.
Irmãos, a vontade de Deus é boa, prazerosa, agradável e perfeita. Isso significa que quando nós tivemos o privilégio de ouvirmos o Evangelho que é a palavra da graça de Deus, esse véu foi rasgado. Nós então vimos algo que nós nunca tínhamos visto antes. Na verdade não vimos algo, nós vimos alguém: a Pessoa mesmo do nosso Senhor e nEle nós começamos então a ver claramente qual era a vontade de Deus. E começamos ver que essa vontade Deus é boa. Essa vontade de Deus embora boa, ela nem sempre coincide com a nossa vontade ou quase sempre não coincide. Então nós somos colocados sempre naquela encruzilhada. Qual o caminho você quer tomar? Você que já conhece o Senhor, que já tem o Senhor no coração, você sabe que a vontade dEle é boa? E quer então conhecer a vontade dEe para a sua vida? Ou você já tem uma vontade que é apenas Deus para abençoar a sua vontade? Saiba que Esse é o Evangelho da prosperidade. Você escolhe os seus caminhos, os seus planos os seus projetos e dá um jeito de conquistar Deus. Leiamos atentamente em Mateus 7:21 Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
Você sabe qual é a vontade do Pai? Deus o Pai, fez do seu Filho, o eterno Filho o Senhor Jesus, herdeiro de todas as coisas. Todas. Tudo o que Deus fez, Ele fez para o seu Filho. É da vontade de Deus que todas as coisas sejam convergidas em Seu Filho Jesus. De fazer convergir nele, na dispensação da plenitude dos tempos, todas as coisas, tanto as do céu, como as da terra. Efésios 1:10.
Na consumação do propósito de Deus, todas as coisas vão redundar em glória à Cristo, seja a sua misericórdia, seja a sua bondade, seja o seu amor para com aqueles que ele elegeu e separou, seja a sua justiça para com aqueles que foram desobedientes à Ele, aqueles que não creram no seu Filho, aqueles que debaixo de uma responsabilidade humana, depois de ouvir o Evangelho da graça, não creram em Cristo. O que é que nós estamos fazendo aqui vivos pela graça de Deus, tendo a oportunidade, tendo a oportunidade, dia após dia de rendermos totalmente os nossos corações a Cristo? Porque nós somos pessoas divididas, somos pessoas confusas, nós queremos Cristo mais um monte de coisas. E esse monte de coisas, dependendo do estado do nosso coração, sempre ocupa o lugar de Cristo. Não porque Ele seja menos glorioso. Ele é infinitamente mais glorioso do que todas as coisas, mas a nossa visão dEle é muito nublada, muitas vezes. Então, todas as vezes que nós temos um mais na frente de Cristo, nós temos problema por causa do nosso coração mau, rebelde. Essas coisas tendem a sentar no trono no lugar de Cristo. Então nós temos que ter cuidado com esse mais na frente de Cristo. Na frente de Cristo não tem mais. É Cristo só. Só Cristo. De fazer convergir nEle, resumir nEle. No qual não pode haver grego nem judeu, circuncisão nem incircuncisão, bárbaro, cita, escravo, livre; porém Cristo é tudo em todos. Colossenses 3:11. É esse tudo que eu quero conhecer profundamente. Mergulhar nas profundezas e conseqüentemente permitir que Cristo ganhe todo o nosso coração, porque nós sabemos que isso ainda não é uma verdade. Ele já nos justificou plenamente. Se nós partirmos dessa terra hoje, nós sabemos que somos do Senhor. Não há dúvida, porque nós fomos justificados pela graça por meio da fé em Cristo. Mas, por outro lado, nós sabemos que há tanto do nosso coração que ainda não é terreno possuído por Cristo. É terreno próprio. Nossa vontade, conceitos, reservas, etc. Qual é o Supremo Propósito de Deus? O Supremo Propósito de Deus é revelar plenamente a glória do Filho. A glória conseqüentemente, unir a igreja tão intimamente com Seu Filho, com esse Cristo, que a própria igreja possa também revelar essa mesma glória como corpo. E isso aconteceu a fim de que agora, por meio da Igreja, as autoridades e os poderes angélicos do mundo celestial conheçam a sabedoria de Deus em todas as suas diferentes formas. Efésios 3:10 (LH). Amém.


Deus te abençoe querido irmão (a).