domingo, 24 de julho de 2011

O ETERNO EVANGELHO REVELADO - PR CLAUDIO MORANDI.


O ETERNO EVANGELHO REVELADO
Ora, àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho e a pregação de Jesus Cristo, conforme a revelação do mistério guardado em silêncio nos tempos eternos. Romanos 16:25.
Quando Paulo fala sobre eleição, predestinação, adoção de filhos, quando ele fala sobre remissão, quando ele fala sobre sermos para “louvor da glória da sua graça”, quando ele fala que a palavra da verdade nos gerou como sua herança e quando ele diz que o Espírito Santo habita em nós como um selo da sua propriedade que somos nós, cada palavra, cada frase é de imenso conteúdo dentro do que nós podemos chamar de o Evangelho de Paulo que é o único Evangelho bíblico, o Evangelho do Senhor Jesus, mas aquele que foi tornado o Evangelho de Paulo, porque foi o Evangelho que conquistou o seu coração. Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. Filipenses 3:12.
Hoje nós ouvimos a respeito de tantos “evangelhos”. Existe evangelho até de Alan Kardec, como se esse homem fosse alguma coisa, que não um miserável pecador. Mas o Evangelho do Senhor Jesus é o Evangelho da graça e não das obras e esse Evangelho se tornou pela revelação de Deus, o Evangelho de Paulo. Nós não fomos salvos de uma forma obscura; nós não cremos no Senhor para ver no que vai dar Naquele Dia quando estivermos face a face com Ele, ou então quando nós partirmos mediante nossa morte. Nós não entramos em uma fila sem saber para onde nós estamos indo. Esse não é o Evangelho da Graça de Deus em Cristo. Irmão, nós somos um povo que tem luz, não porque a conquistamos, mas porque nos foi dado pela graça. Que alegria para nosso coração quando temos a revelação do mistério de Deus! E damos muitas graças ao Senhor porque Ele quis dar a conhecer este mistério a nós. O mistério que estivera oculto dos séculos e das gerações; agora, todavia, se manifestou aos seus santos; aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da glória deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós, a esperança da glória. Colossenses 1:26-27.
Para nós cristãos, que morremos e ressuscitamos com o Senhor, Deus desvendou o mistério. Não tem mistério mais. Esse mistério é Cristo. Esse mistério é a auto revelação de Deus em Cristo. Tudo o mais que pode ser chamado de mistério não passa de enganação, porque só o Senhor disse que “Ele era o Caminho, a Verdade, a Vida”. Deus nos rasgou o véu. Ele desvendou o mistério da sua vontade. O propósito do Pai é revelar o Seu mistério a todos nós seu povo. Desvendando-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito que propusera em Cristo, Efésios 1:9.
Paulo está falando que Deus desvendou para nós os seus santos, aqueles que Ele separou do mundo, de todas as nações, pela graça, não por seus méritos, pelas suas obras, mas pela graça. Eu e você éramos mortos, a nossa vida era incondizente com o Evangelho, nós não fomos andando, nem engatinhando atrás do Senhor e sim o Senhor que veio a nós pela graça. Foi o Senhor que nos deu vida em nosso espírito morto; foi o Senhor quem nos levou à comunhão com Ele e nos capacitou a clamarmos Aba Pai; foi o Senhor quem tirou todo o temor do nosso coração, toda acusação da nossa consciência, toda a nossa falta de paz, a nossa vida sem propósito. Não somos pessoas que estamos nos aperfeiçoando por nós mesmos, mas que fomos atraídas pela graça de Deus em Cristo. Para esses Deus rasgou o véu, desvendando-nos o mistério da sua vontade e esse mistério de Deus é segundo o beneplácito, ou seja, segundo o seu bom prazer. A nossa urgência é rogar ao Espírito Santo diariamente que desvenda os nossos olhos, para contemplarmos as maravilhas da sua Palavra. Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da tua lei. Salmos 119:18.
Tudo começou com o bom prazer de Deus em revelar a Sua vontade a nós Seus filhos. A vontade de nosso Pai celestial estava guardada em mistério, em segredo. Agora, em Cristo, esse mistério foi rasgado, essa vontade foi revelada e esse beneplácito foi aberto. O que é que é beneplácito? Significa que essa vontade de Deus é uma vontade que para Ele mesmo é boa, perfeita, agradável, como Paulo diz em Romanos 12:2 E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.
Irmãos, a vontade de Deus é boa, prazerosa, agradável e perfeita. Isso significa que quando nós tivemos o privilégio de ouvirmos o Evangelho que é a palavra da graça de Deus, esse véu foi rasgado. Nós então vimos algo que nós nunca tínhamos visto antes. Na verdade não vimos algo, nós vimos alguém: a Pessoa mesmo do nosso Senhor e nEle nós começamos então a ver claramente qual era a vontade de Deus. E começamos ver que essa vontade Deus é boa. Essa vontade de Deus embora boa, ela nem sempre coincide com a nossa vontade ou quase sempre não coincide. Então nós somos colocados sempre naquela encruzilhada. Qual o caminho você quer tomar? Você que já conhece o Senhor, que já tem o Senhor no coração, você sabe que a vontade dEle é boa? E quer então conhecer a vontade dEe para a sua vida? Ou você já tem uma vontade que é apenas Deus para abençoar a sua vontade? Saiba que Esse é o Evangelho da prosperidade. Você escolhe os seus caminhos, os seus planos os seus projetos e dá um jeito de conquistar Deus. Leiamos atentamente em Mateus 7:21 Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
Você sabe qual é a vontade do Pai? Deus o Pai, fez do seu Filho, o eterno Filho o Senhor Jesus, herdeiro de todas as coisas. Todas. Tudo o que Deus fez, Ele fez para o seu Filho. É da vontade de Deus que todas as coisas sejam convergidas em Seu Filho Jesus. De fazer convergir nele, na dispensação da plenitude dos tempos, todas as coisas, tanto as do céu, como as da terra. Efésios 1:10.
Na consumação do propósito de Deus, todas as coisas vão redundar em glória à Cristo, seja a sua misericórdia, seja a sua bondade, seja o seu amor para com aqueles que ele elegeu e separou, seja a sua justiça para com aqueles que foram desobedientes à Ele, aqueles que não creram no seu Filho, aqueles que debaixo de uma responsabilidade humana, depois de ouvir o Evangelho da graça, não creram em Cristo. O que é que nós estamos fazendo aqui vivos pela graça de Deus, tendo a oportunidade, tendo a oportunidade, dia após dia de rendermos totalmente os nossos corações a Cristo? Porque nós somos pessoas divididas, somos pessoas confusas, nós queremos Cristo mais um monte de coisas. E esse monte de coisas, dependendo do estado do nosso coração, sempre ocupa o lugar de Cristo. Não porque Ele seja menos glorioso. Ele é infinitamente mais glorioso do que todas as coisas, mas a nossa visão dEle é muito nublada, muitas vezes. Então, todas as vezes que nós temos um mais na frente de Cristo, nós temos problema por causa do nosso coração mau, rebelde. Essas coisas tendem a sentar no trono no lugar de Cristo. Então nós temos que ter cuidado com esse mais na frente de Cristo. Na frente de Cristo não tem mais. É Cristo só. Só Cristo. De fazer convergir nEle, resumir nEle. No qual não pode haver grego nem judeu, circuncisão nem incircuncisão, bárbaro, cita, escravo, livre; porém Cristo é tudo em todos. Colossenses 3:11. É esse tudo que eu quero conhecer profundamente. Mergulhar nas profundezas e conseqüentemente permitir que Cristo ganhe todo o nosso coração, porque nós sabemos que isso ainda não é uma verdade. Ele já nos justificou plenamente. Se nós partirmos dessa terra hoje, nós sabemos que somos do Senhor. Não há dúvida, porque nós fomos justificados pela graça por meio da fé em Cristo. Mas, por outro lado, nós sabemos que há tanto do nosso coração que ainda não é terreno possuído por Cristo. É terreno próprio. Nossa vontade, conceitos, reservas, etc. Qual é o Supremo Propósito de Deus? O Supremo Propósito de Deus é revelar plenamente a glória do Filho. A glória conseqüentemente, unir a igreja tão intimamente com Seu Filho, com esse Cristo, que a própria igreja possa também revelar essa mesma glória como corpo. E isso aconteceu a fim de que agora, por meio da Igreja, as autoridades e os poderes angélicos do mundo celestial conheçam a sabedoria de Deus em todas as suas diferentes formas. Efésios 3:10 (LH). Amém.


Deus te abençoe querido irmão (a).

Nenhum comentário: