domingo, 4 de outubro de 2009

UMA ÚNICA FAMÍLIA EM UMA FAMÍLIA ÚNICA.

Ele é a cabeça do corpo, da igreja. Ele é o princípio, o primogênito de entre os mortos, para em todas as coisas ter a primazia, porque aprouve a Deus que, nele, residisse toda a plenitude e que, havendo feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele, reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, quer sobre a terra, quer nos céus. Colossenses 1:18-19.
UNIDOS EM UM SÓ CORPO. Sabemos pela revelação das Escrituras Sagradas que fomos criados à imagem e semelhança do Criador com o único objetivo de cumprir a Sua vontade. A vontade de Deus é a de que todos pertençam à Sua família. Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Gênesis 1:27. A família, no sentido humano, em principio, significa um grupo de pessoas unidas por laços de sangue, a grosso modo.
Porém, o projeto de Deus é infinitamente maior do que isso. Segundo Deus, a família é composta por uma união, acima de tudo, espiritual, pois, fomos criados à Sua imagem e semelhança. E sabemos que Deus é Espírito. Quando usou a expressão “uma só carne” para a união do casal, Ele quis dizer união eterna, que não se separa sem sangramento e dor. Disse mais o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea. Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne. Gênesis 2:18 e 24.
Mais à frente, Paulo escrevendo a carta aos efésios nos ensina: Porque ninguém jamais odiou a própria carne; antes, a alimenta e dela cuida, como também Cristo o faz com a igreja; porque somos membros do seu corpo. Efésios 5:29-30.
Segundo o plano perfeito de Deus, após a criação do homem e da mulher, iniciar-se-ia toda descendência de adoradores, em uma única família, que sujeitariam toda a terra. E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a. Gênesis 1:28a.
Mas o pecado da desobediência de Adão, nosso pai terreno, culminou com a separação da família de Deus. Isaías 59:2. Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça.
E então, a partir da entrada do pecado no mundo, Deus colocou em prática o plano de resgate, para unir novamente a Sua família, para salvar o homem da morte (separação) eterna.
UNIDADE DA FAMÍLIA. Contudo, havia um preço a ser pago para a salvação do homem perdido. Romanos 5:17-19. Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo. Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também, por um só ato de justiça, veio a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida. Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos.
E o preço da nossa reconciliação com o Pai, foi o sangue derramado na Cruz do Calvário por Nosso Senhor Jesus Cristo, que: Antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. Filipenses 2:7-8.
Então, pela obediência de Cristo, pela fé, fomos unidos com Ele na semelhança da sua morte, como disse Paulo aos romanos: Sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos; porquanto quem morreu está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos. Romanos 6:6-8.
É essa obra que nos levou à comunhão com Deus. Salvação eterna em lugar da morte eterna. Pela fé, podemos confessar hoje que pela superabundante graça de Deus, como diz em Gálatas 2:20: A vida de Cristo é que nos deu vida. E que esse viver que agora vivo na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim.
A família de Deus é única. Todo aquele que crê em Cristo e o tem como Salvador e Senhor de sua vida, passa a fazer parte da família de Deus, e assim como está escrito: Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. João 1:11-13.
O LEÃO RUGINDO AO DERREDOR. Todavia, o plano de satanás é outro, ele quer que passemos a eternidade no inferno, mortos para Deus. E assim, ele coloca sempre o seu plano em ação para nos distanciar do Pai. E o que mais tem prazer em atacar é a família. Mas Pedro nos alerta: Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar; resisti-lhe firmes na fé. 1 Pedro 5:8-9a.
Todo aquele que é nascido de Deus tem a garantia da promessa em seu favor, conforme lemos em 1 João 5:18. Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca.
Mas precisamos estar sempre alertas contra as ciladas do inimigo. E a nossa melhor arma contra as tentações do mundo, é a comunhão com Deus e com o Nosso Senhor Jesus Cristo. Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus. 1 Coríntios 10:31.
Nossa vida, nossos exemplos, nossas atitudes, falam mais alto do que nossa voz. Temos uma missão dentro de nossas famílias. Aquele que é nascido de novo, somente está neste mundo por um único motivo: Pregar o evangelho. E o primeiro lugar onde devemos “pregar”, usando todas as formas possíveis, é dentro de nossos lares. O homem é o sacerdote do lar. A mulher é a sua auxiliadora idônea, e os filhos são os futuros pais de famílias. Quando deixamos alguém de nossa família ser devorado pelo diabo, estamos deixando de cumprir o propósito de Deus neste mundo, que é o de que todos sejam salvos e tenham a vida eterna.

A Palavra de Deus nos incumbiu da tarefa mais importante no mundo: ganhar almas para a Sua família a começar pela nossa. Assim dizendo: Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força. Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te. Deuteronômio 6:5-7.
CERTEZA DA SALVAÇÃO. O maior legado que podemos deixar para os nossos, é o testemunho de obediência a Deus, a exemplo de Jesus. Deus nos dá a certeza da salvação por meio das Escrituras, quando nos ensina, de modo prático, o seguinte mandamento com promessa: Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação. Romanos 10:9-10.
Todo aquele que tem Jesus como Senhor, vive de acordo com o senhorio de Cristo, que é o único pela qual importa que sejamos salvos. E como nos ensina o texto de Efésios 4:2-5, uma vez salvos, viveremos com humildade, mansidão, longanimidade e, principalmente suportando uns aos outros em amor, preservando a unidade do Espírito no vínculo da paz. Onde há um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, age por meio de todos e está em todos.
O VIVER EM SANTIDADE. E a partir da experiência de fé de cada um acerca da salvação, temos o privilégio de buscar um viver santo para o nosso privilégio de buscar um viver santo para o nosso próprio deleite. Ao contrário do que o mundo fala, viver em santidade, em obediência, não é nenhum sacrifício ou peso para o cristão, mas, um descanso, uma entrega que nos traz esperança. Esperança de que a vontade de Deus, que é boa, agradável e perfeita, se manifeste em nossas vidas e tenhamos tranqüilidade, apesar das tribulações e das circunstancias adversas. Você quer que sua família faça parte da família de Deus? A Palavra diz: Responderam-lhe: Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa. Atos 16:31.
Então, tome posse da salvação e do perdão que lhe foi imputado por Cristo Jesus, o qual: Vos deu vida juntamente com ele, perdoando todos os nossos delitos; tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu- o inteiramente, encravando-o na cruz; Colossenses 2:13b. e 14.
ESTOU CRUCIFICADO COM CRISTO; LOGO JÁ NÃO SOU EU QUEM VIVE, MAS CRISTO VIVE EM MIM. AMÉM.

Mario Rocha.
A DEUS,toda a Honra e Glória.