sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

CARTA DE PAULO AOS ROMANOS;CAPITULO 8;TRADUÇÃO:LINGUAGEM DE HOJE.

8 - 1 Agora já não existe nenhuma condenação para as pessoas que estão unidas com Cristo Jesus.

8 - 2 Pois a lei do Espírito de Deus, que nos trouxe vida por estarmos unidos com Cristo Jesus, livrou você da lei do pecado e da morte.

8 - 3 Deus fez o que a lei não pôde fazer porque a natureza humana era fraca. Deus condenou o pecado na natureza humana, enviando o seu próprio Filho, que veio na forma da nossa natureza pecaminosa a fim de acabar com o pecado.

8 - 4 Deus fez isso para que as ordens justas da lei pudessem ser completamente cumpridas por nós, que vivemos de acordo com o Espírito de Deus e não de acordo com a natureza humana.

8 - 5 Porque as pessoas que vivem de acordo com a natureza humana têm a sua mente controlada por essa mesma natureza. Mas as que vivem de acordo com o Espírito de Deus têm a sua mente controlada pelo Espírito.

8 - 6 As pessoas que têm a mente controlada pela natureza humana acabarão morrendo espiritualmente; mas as que têm a mente controlada pelo Espírito de Deus terão a vida eterna e a paz.

8 - 7 Por isso as pessoas que têm a mente controlada pela natureza humana se tornam inimigas de Deus, pois não obedecem à lei de Deus e, de fato, não podem obedecer a ela.

8 - 8 As pessoas que vivem de acordo com a sua natureza humana não podem agradar a Deus.

8 - 9 Vocês, porém, não vivem como manda a natureza humana, mas como o Espírito de Deus quer, se é que o Espírito de Deus vive realmente em vocês. Quem não tem o Espírito de Cristo não pertence a ele.

8 - 10 Mas, se Cristo vive em vocês, então, embora o corpo de vocês vá morrer por causa do pecado, o Espírito de Deus é vida para vocês porque vocês foram aceitos por Deus.
8 - 11 Se em vocês vive o Espírito daquele que ressuscitou Jesus, então aquele que ressuscitou Jesus Cristo dará também vida ao corpo mortal de vocês, por meio do seu Espírito, que vive em vocês.

8 - 12 Portanto, meus irmãos, nós temos uma obrigação, que é a de não vivermos de acordo com a nossa natureza humana.

8 - 13 Porque, se vocês viverem de acordo com a natureza humana, vocês morrerão espiritualmente; mas, se pelo Espírito de Deus vocês matarem as suas ações pecaminosas, vocês viverão espiritualmente.

8 - 14 Pois aqueles que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.

8 - 15 Porque o Espírito que vocês receberam de Deus não torna vocês escravos e não faz com que tenham medo. Pelo contrário, o Espírito torna vocês filhos de Deus; e pelo poder do Espírito dizemos com fervor a Deus: “Pai, meu Pai!”

8 - 16 O Espírito de Deus se une com o nosso espírito para afirmar que somos filhos de Deus.

8 - 17 Nós somos seus filhos, e por isso receberemos as bênçãos que ele guarda para o seu povo, e também receberemos com Cristo aquilo que Deus tem guardado para ele. Porque, se tomamos parte nos sofrimentos de Cristo, também tomaremos parte na sua glória.

8 - 18 Eu penso que o que sofremos durante a nossa vida não pode ser comparado, de modo nenhum, com a glória que nos será revelada no futuro.

8 - 19 O Universo todo espera com muita impaciência o momento em que Deus vai revelar o que os seus filhos realmente são.

8 - 20 Pois o Universo se tornou inútil, não pela sua própria vontade, mas porque Deus quis que fosse assim. Porém existe esta esperança: 8 - 21 Um dia o próprio Universo ficará livre do poder destruidor que o mantém escravo e tomará parte na gloriosa liberdade dos filhos de Deus.

8 - 22 Pois sabemos que até agora o Universo todo geme e sofre como uma mulher que está em trabalho de parto.

8 - 23 E não somente o Universo, mas nós, que temos o Espírito Santo como o primeiro presente que recebemos de Deus, nós também gememos dentro de nós mesmos enquanto esperamos que Deus faça com que sejamos seus filhos e nos liberte completamente.

8 - 24 Pois foi por meio da esperança que fomos salvos. Mas, se já estamos vendo aquilo que esperamos, então isso não é mais uma esperança. Pois quem é que fica esperando por alguma coisa que está vendo?

8 - 25 Porém, se estamos esperando alguma coisa que ainda não podemos ver, então esperamos com paciência.

8 - 26 Assim também o Espírito de Deus vem nos ajudar na nossa fraqueza. Pois não sabemos como devemos orar, mas o Espírito de Deus, com gemidos que não podem ser explicados por palavras, pede a Deus em nosso favor.

8 - 27 E Deus, que vê o que está dentro do coração, sabe qual é o pensamento do Espírito. Porque o Espírito pede em favor do povo de Deus e pede de acordo com a vontade de Deus.

8 - 28 Pois sabemos que todas as coisas trabalham juntas para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles a quem ele chamou de acordo com o seu plano.

8 - 29 Porque aqueles que já tinham sido escolhidos por Deus ele também separou a fim de se tornarem parecidos com o seu Filho. Ele fez isso para que o Filho fosse o primeiro entre muitos irmãos.

8 - 30 Assim Deus chamou os que havia separado. Não somente os chamou, mas também os aceitou; e não somente os aceitou, mas também8 - 31 Diante de tudo isso, o que mais podemos dizer? Se Deus está do nosso lado, quem poderá nos vencer? Ninguém!

8 - 32 Porque ele nem mesmo deixou de entregar o próprio Filho, mas o ofereceu por todos nós! Se ele nos deu o seu Filho, será que não nos dará também todas as coisas?

8 - 33 Quem acusará aqueles que Deus escolheu? Ninguém! Porque o próprio Deus declara que eles não são culpados.

8 - 34 Será que alguém poderá condená-los? Ninguém! Pois foi Cristo Jesus quem morreu, ou melhor, quem foi ressuscitado e está à direita de Deus. E ele pede a Deus em favor de nós.

8 - 35 Então quem pode nos separar do amor de Cristo? Serão os sofrimentos, as dificuldades, a perseguição, a fome, a pobreza, o perigo ou a morte?

8 - 36 Como dizem as Escrituras Sagradas: “Por causa de ti estamos em perigo de morte o dia inteiro; somos tratados como ovelhas que vão para o matadouro.”

8 - 37 Em todas essas situações temos a vitória completa por meio daquele que nos amou.

8 - 38 Pois eu tenho a certeza de que nada pode nos separar do amor de Deus: nem a morte, nem a vida; nem os anjos, nem outras autoridades ou poderes celestiais; nem o presente, nem o futuro;

8 - 39 nem o mundo lá de cima, nem o mundo lá de baixo. Em todo o Universo não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor.

A DEUS toda a Honra e Glória.

CARTA DE PAULO AOS ROMANOS;CAPITULO 6.TRADUÇÃO:LINGUAGEM DE HOJE.

6 - 1 Portanto, o que vamos dizer? Será que devemos continuar vivendo no pecado para que a graça de Deus aumente ainda mais?

6 - 2 É claro que não! Nós já morremos para o pecado; então como podemos continuar vivendo nele?

6 - 3 Com certeza vocês sabem que, quando fomos batizados para ficarmos unidos com Cristo Jesus, fomos batizados para ficarmos unidos também com a sua morte.

6 - 4 Assim, quando fomos batizados, fomos sepultados com ele por termos morrido junto com ele. E isso para que, assim como Cristo foi ressuscitado pelo poder glorioso do Pai, assim também nós vivamos uma vida nova.

6 - 5 Pois, se fomos unidos com ele por uma morte igual à dele, assim também seremos unidos com ele por uma ressurreição igual à dele.

6 - 6 Pois sabemos que a nossa velha natureza pecadora já foi morta com Cristo na cruz a fim de que o nosso eu pecador fosse morto, e assim não sejamos mais escravos do pecado.

6 - 7 Pois quem morre fica livre do poder do pecado.

6 - 8 Se já morremos com Cristo, cremos que também viveremos com ele.

6 - 9 Sabemos que Cristo foi ressuscitado e nunca mais morrerá, pois a morte não tem mais poder sobre ele.

6 - 10 A sua morte foi uma morte para o pecado e valeu de uma vez por todas. E a vida que ele vive agora é uma vida para Deus 6 - 11 Assim também vocês devem se considerar mortos para o pecado; mas, por estarem unidos com Cristo Jesus, devem se considerar vivos para Deus.

6 - 12 Portanto, não deixem que o pecado domine o corpo mortal de vocês e faça com que vocês obedeçam aos desejos pecaminosos da natureza humana.

6 - 13 E também não entreguem nenhuma parte do corpo de vocês ao pecado, para que ele a use a fim de fazer o que é mau. Pelo contrário, como pessoas que foram trazidas da morte para a vida, entreguem-se completamente a Deus, para que ele use vocês a fim de fazerem o que é direito.

6 - 14 O pecado não dominará vocês, pois vocês não são mais controlados pela lei, mas pela graça de Deus.

6 - 15 O que é que isso quer dizer? Vamos continuar pecando porque não somos mais controlados pela lei, mas pela graça de Deus? É claro que não!

6 - 16 Pois vocês sabem muito bem que, quando se entregam a alguma pessoa para serem escravos dela, são, de fato, escravos dessa pessoa a quem vocês obedecem. Assim sendo, vocês podem obedecer ao pecado, que produz a morte, ou podem obedecer a Deus e ser aceitos por ele.

6 - 17 Mas damos graças a Deus porque vocês, que antes eram escravos do pecado, agora já obedecem de todo o coração às verdades que estão nos ensinamentos que receberam.

6 - 18 Vocês foram libertados do pecado e se tornaram escravos de Deus para fazer o que é direito.

6 - 19 Falo com palavras bem simples porque vocês ainda são fracos. No passado vocês se entregaram inteiramente como escravos da imoralidade e da maldade para servir o mal. Entreguem-se agora inteiramente como escravos daquilo que é direito para viver uma vida dedicada a Deus.
6 - 21 Porém o que é que vocês receberam de bom quando faziam aquelas coisas de que agora têm vergonha? Pois o resultado de tudo aquilo é a morte.

6 - 22 Mas agora vocês foram libertados do pecado e são escravos de Deus. Com isso vocês ganham uma vida completamente dedicada a ele, e o resultado é que vocês terão a vida eterna.

6 - 23 Pois o salário do pecado é a morte, mas o presente gratuito de Deus é a vida eterna, que temos em união com Cristo Jesus, o nosso Senhor.

6 - 20 Quando eram escravos do pecado, vocês não faziam o que é direito.
A DEUS toda a Honra e Glória.

EVANGELHO DE SÃO JOÃO 3.

3 - 1 Havia um fariseu chamado Nicodemos, que era líder dos judeus.

3 - 2 Uma noite ele foi visitar Jesus e disse: — Rabi, nós sabemos que o senhor é um mestre que Deus enviou, pois ninguém pode fazer esses milagres se Deus não estiver com ele.

3 - 3 Jesus respondeu: — Eu afirmo ao senhor que isto é verdade: ninguém pode ver o Reino de Deus se não nascer de novo.

3 - 4 Nicodemos perguntou: — Como é que um homem velho pode nascer de novo? Será que ele pode voltar para a barriga da sua mãe e nascer outra vez?

3 - 5 Jesus disse: — Eu afirmo ao senhor que isto é verdade: ninguém pode entrar no Reino de Deus se não nascer da água e do Espírito.

3 - 6 Quem nasce de pais humanos é um ser de natureza humana; quem nasce do Espírito é um ser de natureza espiritual.

3 - 7 Por isso não fique admirado porque eu disse que todos vocês precisam nascer de novo.

3 - 8 O vento sopra onde quer, e ouve-se o barulho que ele faz, mas não se sabe de onde ele vem, nem para onde vai. A mesma coisa acontece com todos os que nascem do Espírito.

3 - 9 — Como pode ser isso? — perguntou Nicodemos.

3 - 10 Jesus respondeu: — O senhor é professor do povo de Israel e não entende isso?
João
3 - 11 Pois eu afirmo ao senhor que isto é verdade: nós falamos daquilo que sabemos e contamos o que temos visto, mas vocês não querem aceitar a nossa mensagem.

3 - 12 Se vocês não crêem quando falo das coisas deste mundo, como vão crer se eu falar das coisas do céu?

3 - 13 Ninguém subiu ao céu, a não ser o Filho do Homem, que desceu do céu.

3 - 14 — Assim como Moisés, no deserto, levantou a cobra de bronze numa estaca, assim também o Filho do Homem tem de ser levantado,

3 - 15 para que todos os que crerem nele tenham a vida eterna.

3 - 16 Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna.

3 - 17 Pois Deus mandou o seu Filho para salvar o mundo e não para julgá-lo.

3 - 18 — Aquele que crê no Filho não é julgado; mas quem não crê já está julgado porque não crê no Filho único de Deus.

3 - 19 E é assim que o julgamento é feito: Deus mandou a luz ao mundo, mas as pessoas preferiram a escuridão porque fazem o que é mau.

3 - 20 Pois todos os que fazem o mal odJoão
3 - 21 Mas os que vivem de acordo com a verdade procuram a luz, a fim de que possa ser visto claramente que as suas ações são feitas de acordo com a vontade de Deus.

3 - 22 Depois disso, Jesus e os seus discípulos foram para a região da Judéia. Ele ficou algum tempo com eles ali e batizava as pessoas.

3 - 23 João também estava batizando em Enom, perto de Salim, porque lá havia muita água.

3 - 24 (João ainda não tinha sido preso.)

3 - 25 Alguns discípulos de João tiveram uma discussão com um judeu sobre a cerimônia de purificação.

3 - 26 Eles foram dizer a João: — Mestre, aquele homem que estava com o senhor no outro lado do rio Jordão está batizando as pessoas. O senhor falou sobre ele, lembra? E todos estão indo atrás dele.

3 - 27 João respondeu: — Ninguém pode ter alguma coisa se ela não for dada por Deus.

3 - 28 Vocês são testemunhas de que eu disse: “Eu não sou o Messias, mas fui enviado adiante dele.”

3 - 29 Num casamento, o noivo é aquele a quem a noiva pertence. O amigo do noivo está ali, e o escuta, e se alegra quando ouve a voz dele. Assim também o que está acontecendo com Jesus me faz ficar completamente alegre.

3 - 30 Ele tem de ficar cada vez mais importante, e 31 Aquele que vem de cima é o mais importante de todos, e quem vem da terra é da terra e fala das coisas terrenas. Quem vem do céu é o mais importante de todos.

3 - 32 Ele fala daquilo que viu e ouviu, mas ninguém aceita a sua mensagem.

3 - 33 Quem aceita a sua mensagem dá prova de que o que Deus diz é verdade.

3 - 34 Aquele que Deus enviou diz as palavras de Deus porque Deus dá do seu Espírito sem medida.

3 - 35 O Pai ama o Filho e pôs tudo nas mãos dele.

3 - 36 Por isso quem crê no Filho tem a vida eterna; porém quem desobedece ao Filho nunca terá a vida eterna, mas sofrerá para sempre o castigo de Deus.
eu, menos importante.
eiam a luz e fogem dela, para que ninguém veja as coisas más que eles fazem.

A DEUS toda a Honra e Glória.

NASCER DE NOVO.

Vamos ler no Evangelho de João Capítulo 3.

1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.
2 Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele.
3 A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.
4 Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez?
5 Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus.
6 O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito
7 Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo.
8 O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito.
9 Então, lhe perguntou Nicodemos: Como pode suceder isto? Acudiu Jesus:
10 Tu és mestre em Israel e não compreendes estas coisas?
11 Em verdade, em verdade te digo que nós dizemos o que sabemos e testificamos o que temos visto; contudo, não aceitais o nosso testemunho.
12 Se, tratando de coisas terrenas, não me credes, como crereis, se vos falar das celestiais?
13 Ora, ninguém subiu ao céu, senão aquele que de lá desceu, a saber, o Filho do Homem que está no céu.
14 E do modo por que Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do Homem seja levantado,
15 para que todo o que nele crê tenha a vida eterna.
16 Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
17 Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
18 Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.
19 O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más.

Este texto, nos fala de uma conversa que Jesus teve com uma pessoa da época, chamada Nicodemos, uma pessoa religiosa. Diz a Bíblia que ele era um fariseu. Fariseu era um dos segmentos da religião judaica, era o mais rigoroso, onde o pessoal observava a religião. Ele era um dos principais, um dos membros do Sinédrio, uma espécie de um conselho, constituído de setenta pessoas, das mais destacadas da sociedade da época e que tomavam decisões. E não sabemos exatamente o porquê dele ter estar com Jesus, de noite. Algumas pessoas tinham vergonha de procurar Jesus. Os judeus expulsavam das sinagogas, aqueles que falavam que seguiam Jesus.

Nicodemos, por ser um mestre, um erudito da época, foi ter com Jesus a noite. Parece que ele já estava observando Jesus a um certo tempo, porque ele chegou e disse a Jesus : "Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que Tu fazes, se Deus não estiver com ele". Parece que ele observava Jesus, pois Jesus operava muitos sinais, muitas maravilhas, e Nicodemos, que certamente era uma pessoa temente a Deus, conhecedor das escrituras, o estava observando e parece que tinha algumas dúvidas e queria ter uma conversa teológica com Jesus, e saudou Jesus desta maneira. Mas Jesus não deu muita conversa para ele. Mudou de assunto e disse para ele: "Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus". Conversa de religião, isto não resolve o seu problema não. Você tem que Nascer de Novo. Jesus foi direto, foi lá no alvo. Falou de cara com ele, algo que talvez ele nunca tivesse imaginado. Quando Jesus fala, "em verdade, em verdade" é sempre algo muito importante. E Jesus disse. "Em verdade em verdade Eu te digo. Se alguém não nascer de novo não pode ver o reino de Deus". Não importa se você é religioso, se você conhece muito a Bíblia , se você é fariseu ou se é membro do Sinédrio. Não importa.

Então Nicodemos perguntou: Como pode um homem nascer sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no ventre da sua mãe e nascer de novo? Ou seja: Jesus falou com ele e ele ficou pensando. Ele teve uma dúvida pertinente. Quando você não entende como a vida espiritual começa, é natural que você pergunte, como é que é isto. Como é que você pode Nascer de Novo? E Jesus falou com ele o seguinte: "Em verdade em verdade eu te digo, se alguém não nascer da água e do espírito". Jesus começou a explicar um pouco. Por que, então, que esta questão de nascer de novo, é essencial?

O homem transgrediu o mandamento, ele pecou e quis viver por conta própria. Começou com Adão e passou a todos os seus descendentes, incluindo eu e cada um de vocês. Nós todos seguimos aquele caminho, o de seguir por conta própria.

Todos os homens já nascem naquele estado, ou seja, nós recebemos dos nossos pais aquela vida adâmica, a vida afastada de Deus, como conseqüência da queda do homem, a vida de pecado. O quê é que aconteceu quando Adão e Eva tomaram aquela iniciativa? Deus havia dito a ele. Se você comer do fruto da árvore do Conhecimento do Bem e do Mal, você certamente morrerá. Mas ele não morreu na hora, no sentido físico, mas, o espírito dele sim, morreu. O que significa isto do espírito morrer? Significa que o espírito perdeu a ligação, a comunicação com Deus. Você deixa de saber quem é Deus. Ele fica numa realidade distante, porque o seu espírito está desligado dEle. Você já nasce assim. Por isto é que Jesus não deu muita conversa a Nicodemos em relação as coisas que ele queria perguntar. Jesus foi numa questão muito mais fundamental. Ele falou com ele, de cara : "Você tem que Nascer de Novo. Se você não Nascer de Novo, você não pode ver o Reino de Deus". Não tem jeito de você ver. Você não consegue nem entender as coisas de Deus. E Nicodemos fez a pergunta de como é que ele iria nascer de novo?

E Jesus falou: "Se você não nascer da água e do espírito ". Fica claro, então, como é que é este novo nascimento. Não é aquele de você voltar a ser um bebê, como Nicodemos imaginou. É um nascimento espiritual que Jesus estava se referindo. É um nascimento do espírito do homem, que estava desligado. É quando este espírito recebe VIDA, e VIDA que vem de Deus. Por sua vez, o arrependimento é a resposta do homem quando ele lê o Evangelho. Ele reconhece: realmente eu estou errado, pequei, confesso a minha transgressão. Quando me arrependo e confesso com a minha boca que Jesus Cristo é o Senhor, e creio que Ele morreu no meu lugar para me salvar, que ressuscitou dentre os mortos, alguma coisa acontece dentro de mim ou de você se você fizer o mesmo. Não sou eu quem faço isto. É Deus quem faz. E aqui entra a fé. Porque a palavra de Deus diz: "Se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e no teu coração creres, que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo". Este ser salvo é a mesma coisa que o nascer de novo. É quando o meu espírito recebe vida. Isso Jesus foi falando de início com Nicodemos pois era fundamental. Você tem que nascer de novo. Se você não Nascer de Novo, você não pode ver o Reino de Deus. Tem que ter esta vida, e esta vida que você recebe no seu espírito ao Nascer de Novo, é a Vida que Jesus derramou no Calvário. Assim como Ele morreu no seu lugar, a vida dEle vem para seu Espírito.

A água, pode ter dois significados aqui. Algumas pessoas entendem que a água na Bíblia é a palavra de Deus. Jesus antes de ir embora falou assim: Vocês me chamam de Mestre e Senhor, mas para saber se Sou mestre, vocês tem de fazer o que Eu faço. Pegou uma toalha e foi lavar os pés dos discípulos, e quando foi lavar os pés de Pedro, este não o deixou. E Jesus retrucou que se ele não deixasse os seus pés serem lavados, ele não teria parte com Ele. E Pedro disse que poderia lavar tudo. É só o pé, disse Jesus. Vocês já estão limpos pela palavra que Eu vos tenho falado. É só o pé, pois ele representa o contato com o mundo. A palavra, muitas vezes representa esta água. E falávamos sobre a fé. A Bíblia fala que a fé vem pelo ouvir, e ouvir a palavra de Deus. Se você nunca teve uma visão clara do que é o Evangelho, do que é a palavra de Deus, como é que você quer ter fé? Não é? A fé já está dentro da palavra de Deus. Quando você entra em contato com a palavra de Deus, a fé nasce em você, e quanto mais você conhece a Palavra de Deus, mais fé vai existir em você. A sua fé é do tamanho do seu conhecimento de Deus. Você precisa aprender a confiar nEle. Ele é seu Pai. Ele é bom. Ele é Todo Poderoso. Você depende dEle. Por quê? Porque você começa a conhecê-Lo. Quanto mais você conhece uma pessoa, mais confiança você pode ter nela.

Para muita gente Deus é um estranho. Deus é essencialmente bom. Deus é amor.

Nós não precisamos nos esconder. A fé está nEle e essa água, é essa palavra de Deus que vai purificando a sua mente, clareando o seu entendimento, porque você vai nascer de novo pela palavra de Deus. Outras pessoas interpretam isso literalmente como a água do batismo. Porque o batismo tem uma simbologia bastante forte, porque quando você é imerso nas águas, você estaria morrendo. Quando você sai, você está com a vida de ressurreição. Representa o fim do seu caminho adâmico, o caminho do pecado, para um novo começo de uma vida de vitória na presença de Deus. Então tem a simbologia do batismo, feito com água. Quem começou a batizar foi um primo de Jesus, chamado João Batista, que batizava no Jordão. As pessoas iam ter com ele, confessavam os seus pecados e ele as batizava. O próprio Jesus foi ter com ele. Quando isto aconteceu João Batista falou que não iria batizá-Lo, que Jesus é quem teria que batizá-lo. Mas Jesus falou: "Não. Por hora importa que toda justiça seja cumprida" e assim que Jesus saiu das águas, o Espírito Santo veio sobre Ele em forma corpórea e Deus falou do Céu: "Este é o meu Filho amado em Quem Me comprazo. A Ele ouvi". E ali começou o ministério de Jesus, quando Ele começou a pregar. A água aqui, então, pode ter os dois sentidos: a Palavra de Deus, ou a água mesmo, onde as pessoas são batizadas.

O homem é constituído pelo pó da terra, pela alma (o seu jeito, a sua personalidade, a maneira que você é, suas emoções, seu intelecto, sua mente), e o espírito, que está mais dentro ainda, é a parte do seu ser que permite você ter um relacionamento com Deus. Antes de você Nascer de Novo, você nem sabe que você tem um espírito. Você sabe que tem seu corpo, sua cabeça. Quando você Nasce de Novo, você começa a ter interesse pela palavra de Deus, você começa a querer conhecer mais a Deus, você começa a orar, a ter fé, porque o seu espírito começa a ter vida.

Quando nascemos na carne, somos um bebê, que não sabe andar, não sabe falar, e nem comer, mas que vai crescer. E espiritualmente, é a mesma coisa. Na medida que você vai se alimentando da palavra de Deus, o seu espírito vai amadurecendo. Não importa a idade. A pessoa pode ouvir a palavra de Deus, ainda pequena e ter revelação. Dá sinais que tem atitudes espirituais. Nascer de Novo é algo que acontece no seu espírito. É quando seu espírito recebe a vida de Deus, aquela vida que estava na árvore da vida, aquela árvore que estava no meio do jardim chamada Árvore da Vida. Só que o homem ao invés de comer da árvore da vida, comeu da árvore do conhecimento, e portanto ele transgrediu um mandamento de Deus, e pecou. Portanto seu espírito morreu. Tanto é, que ele apanhou folhas de figueiras e se escondeu de Deus. Foi a conseqüência do pecado. Quando você nasce de novo, o seu espírito recebe essa vida de Deus. É a ação de Deus. O que você faz é confessar os seus pecados, se arrepender e crer em Jesus. O novo nascimento, Deus opera dentro de você, pela água, que pode ser a palavra, que eu acho mais correto, e o espírito, que é o Espírito Santo de Deus. Assim que o seu Espírito nasce de novo, o Espírito Santo de Deus imediatamente entra dentro de você, porque Deus não tem relação com a natureza velha, com a natureza do pecado. Deus só se relaciona com a natureza nova, com o Novo Homem. A Bíblia fala que aquele que está em Cristo é uma Nova Criação, as coisas velhas passaram e tudo se fez novo – 2 Co – Cap. 5

Este novo nascimento, é o nascimento do seu espírito, é quando o seu espírito passa a ter a vida de Deus dentro de você. Deus passa a estar dentro de você. Você pode falar com Ele a qualquer hora. Pode pedir ajuda, pode orar. Deus está com você, porque se seu espírito nasceu de novo o Espirito Santo entra dentro do seu espírito. E isto se chama o Novo Nascimento. Então, como dizíamos, o homem tinha o corpo a alma e o espírito. O novo nascimento é o nascimento do espírito, é quando este espírito passa a ter a vida de Deus, que passa então a ter condições de relacionar-se pessoalmente com Deus. Você só pode ter relacionamento com Deus se o seu espírito nascer de novo. É o que Jesus falou com Nicodemos, o erudito. Jesus não deu muita conversa para ele. Foi direto com ele: Você tem que nascer de novo. Se não nascer de novo não adianta. É uma questão de vida espiritual.

Quem nasce de novo, sabe que nasceu. Não há como provar. Quem nasceu de novo sabe que nasceu, não tem a menor dúvida. A Palavra de Deus diz que o Espírito de Deus testifica, com o nosso espírito, que nós somos Filhos de Deus. Então, quem nasceu de novo sabe que nasceu, porque o seu espírito passa a ter relação com Deus, você passa a poder conversar com Ele. Além do mais, você sente uma paz muito grande, você sente que um peso muito grande saiu de você, porque seus pecados foram perdoados. É uma experiência pessoal. É claro que você está sujeito à sua natureza antiga. Ela não acaba. Os seus olhos e os seus cabelos vão continuar os mesmos.

Se a vida do espírito começar a predominar, os altos e baixos vão diminuindo. No começo da sua vida espiritual, você ainda estará sujeito aos altos e baixos da vida cotidiana. É normal. Para umas pessoas mais, dependendo do seu temperamento. As oscilações, geralmente, dizem respeito a alma, o espírito também pode ter oscilações quando ele é oprimido, quando ele está com alguma tristeza, mas a maioria destas oscilações vem da alma e as pessoas na realidade estão acostumadas a viver a vida do ego, a vida do "eu", porque desde que você nasce você está vivendo esta vida, e quando o seu espírito nasce de Novo, geralmente ele fica num cantinho, espremido, com muito pouco espaço para ele, até ele conseguir dominar sua vida, porque o projeto de Deus era que o Espírito dominasse, mas como o homem pecou e transgrediu o mandamento de Deus, e o espírito morreu, aí a alma inchou. Então a história da humanidade, se pudermos falar desta forma, é a história da alma dos homens. É o que os homens estão fazendo por si mesmos. Claro que a salvação e o novo nascimento começa no espírito, vai depois alcançar a alma e depois o corpo.

O Espírito tem de nascer de novo. Se ele nasce é um começo, se ele não nascer de novo tudo o mais é secundário. Não adianta você estudar a Bíblia, se preocupar com religião, não adianta nada. Se você não tem a vida espiritual, o que adianta? É o que aconteceu com Nicodemos. Ele chegou e foi conversar com Jesus, pois ele já observava Jesus e além de tudo foi de noite, parecendo que não queria ser visto. Jesus não teve meias palavras para com Nicodemos. Ele foi direto ao assunto. "Se você não nascer de novo não pode entrar no Reino de Deus". Falou claro com ele, com todas as letras. E aí Nicodemos fez a pergunta de como é que ele iria nascer de novo. Ele não entendeu a realidade do espírito dele. Era uma pessoa boa, sem dúvida nenhuma, religiosa, conhecedor das escrituras, mas não sabia o que era nascer de novo. Jesus falou come ele: "Se você não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus. Se você não nascer da água e do espírito não pode entrar no Reino de Deus. Aí Ele explica: "O que é nascido da carne é carne". Ou seja, a vida que você consegue transmitir para o seu filho é a vida que você recebeu dos seus pais, que eles receberam dos seus avós, e assim por diante, até chegarmos em Adão, que é a vida adâmica, que é a vida do homem em rebelião contra Deus, do homem vivendo por sua própria conta, independente de Deus. Por isto é que o que é nascido da carne é carne

Quando nasce uma criança neste mundo, o que está gerado ali é a vida da carne, ou seja, aquela criança, se nós pudéssemos dizer assim, nasce com o espírito morto. Mas o que é o espírito morto? É o espírito desligado de Deus. Não é que não existe o Espírito. Ele existe, mas está desligado de Deus. E a criança vai seguir o caminho do mundo. Qual é? Você não precisa ensinar uma criança a fazer coisas erradas. Não precisa ensinar. Você tem que ensinar o certo. O errado ela já sabe fazer. É o normal. É a tendência dela. Ela tem que nascer de novo. Tanto faz. Ela pode ter cinco anos ou sessenta. A situação é a mesma diante de Deus. Você tem que nascer de novo. Jesus estava falando isto, com um dos principais do Sinédrio. Nicodemos era a nata da sociedade judaica da época. Era uma das pessoas mais consideradas da sociedade da época.

O que é nascido da carne é carne. E o que é nascido do espírito é espírito. Nascer de novo então, não é você voltar para o ventre da sua mãe, como você está me perguntando. É o nascimento espiritual. É o nascimento do seu espírito. Ajuda a entender a palavra dEle que vai iluminar a sua mente. Para você entender a palavra de Deus, não basta você ser inteligente, estudioso, freqüentar estudos. A palavra de Deus é muito acima da mente humana, e uma pessoa que não tenha a vida de Deus dentro do seu espírito, como é que ela vai ter revelação espiritual? Ela pode ter raciocínios, argumentos, uma série de entendimentos, mas não consegue ter revelação espiritual.

Se você nasceu de novo você terá facilidade maior de entender, mas não diria que o entendimento da palavra de Deus, é o novo nascimento. As vezes a pessoa quando nasce, não entende muita coisa mesmo. Ela sabe que está alegre, feliz, mas não sabe o que está acontecendo. "Sei que entreguei a minha vida para Jesus", mas não sabe explicar, porque ela ainda não tem entendimento, como dissemos, que quando o espírito nasce, ele tem que amadurecer, e esta maturidade espiritual vem com o tempo. Dependendo de como você se alimenta , a sua estatura espiritual vai ser enorme. Outras pessoas demoram mais. O tempo de uma maturação espiritual, não é o mesmo da maturação psíquica. Espiritualmente você pode crescer mais que outra pessoa. Depende de como cada um se alimenta espiritualmente da palavra de Deus , da relação com Deus, da conversa com Deus, de vida com Deus. Depende da entrega. A gente só é Filho de Deus, depois que nasce de novo. Nem todo mundo é Filho de Deus. Todo mundo é criatura de Deus. Jo 1:12 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome; A filiação, vem quando você é gerado no Espírito. Aí você se torna literalmente um filho de Deus, porque Deus te gerou. O Espírito de Deus gerou vida em você. Isso é um fato. Isso não é um dogma religioso. É uma coisa real, que acontece dentro de você. Deus gera o seu espírito. Se Ele te gerou, você é filho. Se ele não te gerou, você pode ser a melhor pessoa do mundo, que você não é filho de Deus. Se espiritualmente você não foi gerado, de novo, você não é filho. A geração espiritual, ela ocorre, quando você Nasce de Novo. Neste momento, e somente neste, você recebe a filiação. Você se torna um Filho de Deus. É o que Jesus falou no Evangelho de João cap. 1: 10 O Verbo estava no mundo, o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o conheceu.

11 Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.
12 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome;

Era isso que Jesus estava falando com Nicodemos, sobre a geração espiritual. A Bíblia fala que os cristãos são irmãos e irmãs, porque são gerados na mesma família, gerados espiritualmente, somente por causa disso. Um irmão ou uma irmã, no sentido Bíblico, é uma pessoa que tem a mesma vida que você, em espírito. Mt 23:8 e 9: Vós, porém, não sereis chamados mestres, porque um só é vosso Mestre, e vós todos sois irmãos.
9 A ninguém sobre a terra chameis vosso pai; porque só um é vosso Pai, aquele que está nos céus.

E Nicodemos ficou impressionado, e Jesus lhe falou: Tu és mestre em Israel e não entendes essas coisas? Nicodemos era da nata. Jesus falou: "Olha, em verdade te digo que nós dizemos o que sabemos e testemunhamos o que vimos e vocês não aceitam o que nós estamos falando. Se eu vos falei de coisas terrestres, que é o novo nascimento aqui na terra, e você não está crendo, como é que você vai crer se eu falar das outras? Das celestiais". É uma dificuldade real. Por isto que a Bíblia fala que o homem natural não aceita as coisas do espírito de Deus, e nem pode. Não tem respaldo . Ele só tem raciocínio, mente, inteligência, mas ele não consegue, espiritualmente , discernir aquilo que Deus está falando. Não consegue. Por isto Jesus foi muito claro com Nicodemos, antes de conversar com ele sobre as suas inquietações, que eram muitas: "Você tem que nascer de novo". E deu uma dica para ele. "Ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, e como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado". Ele deu uma dica para ele de como nascer de novo. Como Moisés levantou a serpente no deserto, significa que quando o povo estava no deserto, eles faziam muitas coisas erradas, e haviam muitas cobras, que os picavam e eles morriam. Clamaram a Deus, e Deus falou que eram pelas coisas erradas que eles haviam feito. Deus falou com Moisés, que fizesse uma serpente, pendurasse lá no poste e quem olhasse a serpente não morreria. Assim como a serpente foi dependurada lá, o Filho do homem vai ser dependurado. Você vai nascer de novo quando você aceitar que eu vou morrer na cruz. E Nicodemos se converteu depois.

Muitos se converteram, e eram os discípulos ocultos de Jesus. Depois que Jesus morreu na Cruz eles entenderam. Importa que o Filho do homem seja levantado, assim como aquela serpente foi levantada lá no deserto, para que todo aquele que nEle crer, tenha a vida eterna. O que é vida eterna? É a vida que você recebe quando você nasce de novo. A vida que não acaba. Se o seu espírito nasceu de novo, acabou. Nunca mais você morre. Você foi gerado no espírito. No sentido de se separar de Deus, nunca mais você morre.

Importa que o Filho do homem seja levantado, para que todo aquele que nele crê, tenha a vida eterna. Ele deu a dica para Nicodemos, e parece que Nicodemos entendeu, porque depois ele se converteu.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu Seu Filho Unigênito (único gerado, dentro do ventre de Maria), para que todo aquele que nele crer, não pereça mas tenha a vida eterna. Falou com Nicodemos, com todas as letras, como é que ele deveria nascer de novo. Deus amou o mundo, e amou o mundo inteiro, a todas as pessoas sem nenhuma exceção, de tal maneira, que deu Seu Filho . Deu . É de graça, pois Ele deu. A nossa contrapartida, é aceitar, é o arrependimento. Você não tem que fazer força nenhuma, muito menos subir escadarias de Igrejas de joelho. Nada. É só você aceitar o dom do amor de Deus que Ele te ofereceu, você recebe a vida eterna, porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu Seu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crer, não pereça, mas tenha a vida eterna.

Deus enviou seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas que o mundo fosse salvo por Ele. Para isso Ele veio a terra. Para julgar, Ele voltará agora. Primeiro Ele veio para salvar. Quem crer nEle, não é julgado, mas quem não crer, já está julgado, porque não creu no nome do unigênito Filho de Deus. O julgamento é este. A luz veio ao mundo e os homens amaram antes as trevas do que a luz.

A luz de Deus, o evangelho, já está manifestado. Agora só tem que se posicionar. Eu quero, ou eu não quero. Todo aquele que quer, recebe a vida eterna e nasce de novo. É o que Jesus falava com Nicodemos. Não adianta esta conversa toda, se você não nascer de novo. A contrapartida é algo que ocorre dentro de você, que Deus faz no momento em que você se arrepende, e busca a Deus e entrega a Ele a sua vida. Quando você faz isso, o seu espírito recebe a vida que vem de Deus. Aquela vida que estava na árvore da vida, aquela do Jardim do Éden, e neste momento, o Espírito Santo vem e entra dentro do seu Espírito. Esta questão do novo nascimento é fundamental. E não é uma coisa teórica não. É uma coisa real. Não é uma experiência mística. É um fato. Assim como um bebê na terra é um fato, nascer de novo é a mesma coisa: é um fato inconfundível, porque tem algo dentro de você, e quem nasceu de novo sabe disso. O Espírito testifica com o nosso espírito, que somos Filhos de Deus. Um fato real, e diria que é o fato mais importante da sua vida. Entre a sua chegada na terra e a sua partida, se não aconteceu este fato, pode ter conseqüências depois.

Nascer de Novo é como se você estivesse com os olhos fechados, e de repente você abrisse os olhos e começa a enxergar tudo. O seu espírito está como que apagado, como se estivesse num quarto fechado com as luzes apagadas. Nascer de Novo é como se acendesse a luz, do seu espírito. Deus gera uma vida nova dentro de você. E isso se chama Novo Nascimento.

Nascer de Novo é seu espírito receber vida nova, que vem de Deus.

Autor: Leonardo Rabelo
A DEUS toda a Honra e Glória.
Site:www.preciosasemente.com.br(Confira).

SETE EVIDÊNCIAS DO NOVO NASCIMENTO

“Em verdade em verdade te digo que se alguém não nascer de novo não pode ver o reino de Deus”. (Jo 3:5)

As palavras acima foram pronunciadas pelo Senhor Jesus a um homem chamado Nicodemos. Ele era um mestre em Israel, mas mesmo assim Jesus disse que ele precisava nascer de novo. Ele não sabia o que era esse novo nascimento e o Senhor Jesus lhe explicou que era um nascimento “de cima” (traduzido como “de novo”). João registrou em outro lugar: “Mas a todos quantos O receberam, aos que crêem no Seu nome, deu lhes o poder de se tornarem filhos de Deus; os quais não nasceram do sangue e nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus”. (Jo 1:12-13) O apóstolo do Senhor diz que só precisamos receber a Jesus para experimentarmos o novo nascimento. Todavia, isso é algo que acontece apenas no interior da pessoa; é algo que não pode ser comprovado pelo ver, pelo tocar ou pelo sentir. Deus em Sua sabedoria, levantou o mesmo apóstolo João para escrever a Primeira Carta. Sob a inspiração do Espírito de Deus, ele menciona sete evidências do novo nascimento. Isto é, todo aquele que declara ter nascido de novo, que experimentou uma mudança no seu espírito, deve manifestar as evidências estabelecidas pelo apóstolo.

I) Prática da Justiça
“Se sabeis que Ele (Jesus) é Justo, sabeis que todo aquele que pratica a justiça é nascido de dEle”. (I Jo 2:29)
A primeira evidência que uma pessoa dá de que realmente nasceu de novo é a prática da justiça. O que é a justiça? Justiça é o oposto do pecado. A palavra seria melhor traduzida por retidão. Deus é um Deus de retidão; Ele faz tudo certo. O cristão deve também praticar a justiça em todos os seus aspectos. Não significa que o filho de Deus não peca mais, pois o próprio João disse que “se não cometemos pecado, fazemo-Lo mentiroso e a sua verdade não está em nós” (1:8), e que “se pecarmos, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo” . (2:1) O ensino aqui é o seguinte: os outros precisam comprovar que nossa vida é uma prática constante de justiça, ainda que possamos uma e outra vez cair em pecado.

II) Não Peca Habitualmente
“Aquele que é nascido de Deus não peca habitualmente; porque a semente de Deus permanece nele, e não pode pecar, porque é nascido de Deus” . (I Jo 3:9)
Aqui João enfatiza outro aspecto daquele que nasceu de novo: ele não pode pecar. Mas isso parece contradizer o que falamos no primeiro ponto. (I Jo 1:8,10; 2:1) Aqui precisamos ler com atenção e na dependência do Espírito Santo: João diz que o novo homem que nasceu de Deus não pode pecar. Por que? Porque a semente de Deus (incorruptível) habita nele. João não está falando do velho e sim do novo homem. Infelizmente muitos filhos de Deus pensam que na conversão o velho homem é transformado em novo homem. De modo algum! Basta ler Gálatas para comprovarmos isto: “A carne luta contra o Espírito e o Espírito contra a carne”. (5:17) Dentro daquele que nasceu de novo existe duas naturezas: a velha (a carne) e a nova (o espírito). A luta acontece no interior do salvo. Graças a Deus dentro de nós existe um novo homem, uma nova vida, um novo Eu, que pode dizer ao velho homem, à velha vida e ao velho Eu: não permito que você me leve a pecar; eu rejeito qualquer manifestação da velha criação que vocês queiram projetar em minha vida, mas lembremos que Deus já crucificou o nosso velho homem (Rm 6:6) a fim de não servirmos mais o pecado como escravos.

III) Pratica o Amor
“Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor”. (I Jo 4:7-8).
Outra evidência do novo nascimento é a capacidade de amar. O amor mencionado por João é o amor de Deus derramado em seu coração através do Espírito Santo que nos foi dado (Rm 5:5). A fé e a esperança passarão, mas o amor vai permanecer para sempre. Deus não é fé e Deus não é esperança, mas Deus é amor! João diz que devemos amar os irmãos e aquele que não ama não conhece a Deus. No Evangelho, João disse que quando cremos nós passamos “da morte para a vida”. (5:24); mas nessa carta ele nos dá uma prova prática: “Nós sabemos que passamos da morte para a vida porque amamos os irmãos. Quem não ama permanece na morte”. (3:14). O amor de Deus, ágape, é o amor sacrifical, que dá sem esperar nada de volta, que ama mesmo que não seja movido pela emoção. Ama porque precisa amar, porque deseja e tem poder para isso. Tal amor não se limita apenas aos salvos, mas é oferecido a todos. A amor ágape não escolhe quem deve ser amado!

IV) Crê que Jesus é o Cristo
“Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus”. (I Jo 5:1a)
Outra evidência do novo nascimento é esta: o nascido de novo crê que Jesus é o Cristo, ou, o Ungido. O que significa isso? Jesus só foi ungido Como Cristo depois de Sua morte, ressurreição e ascensão. Lucas, diz que “esse mesmo Jesus, a quem vós crucificaste, Deus o fez Senhor e Cristo”. (At 2:36) Confessar que Jesus é o Ungido (Cristo) de Deus é confessar que cremos que Ele morreu na Cruz, ressuscitou e subiu ao céu e Se assentou à direita do Pai. Em outras palavras, é crer que Jesus é o Filho Unigênito de Deus, que foi por Ele enviado a este mundo para realizar a obra da redenção, e que depois de a ter realizado subiu ao céu e um dia voltará para julgar o mundo.

V) Ama os Irmãos em Cristo
“E todo aquele que ama ao que o gerou, ama também ao que dEle é nascido”. (I Jo 5:1b)
A segunda parte desse versículo não é muito clara, pode ser interpretada de duas formas: “ao que dEle é nascido” pode ser o Senhor Jesus ou nossos irmãos em Cristo. No ponto anterior (IV) João diz que alguém é “nascido de Deus”. Então quem nos gerou é Deus e, se realmente nascemos de Deus, devemos amar o que dEle é nascido. O Senhor foi gerado pelo Pai (não criado) e todo aquele que crê também é gerado de novo pelo Pai. Se a referência é ao Senhor Jesus, então a evidência é o amor sacrificial que devemos manifestar por cada filho de Deus. Será que amamos o Senhor e os irmãos?

VI) Vence o Mundo
“Porque todo aquele que é nascido de Deus vence e o mundo, e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé”. (I Jo 5:4)
Outra evidência do novo nascimento é a vitória sobre o mundo. O que é o mundo? É o sistema organizado de Satanás. O mundo jaz no maligno e por isso não devemos amar o mundo e as coisas que no mundo existem. (I Jo 5:19; 2:15) Só podemos vencê-Lo através da fé; a fé só pode ser adquirida através do novo nascimento. O amor do mundo é inimizade contra Deus; O mundo não deve nos comprimir nos seus moldes. (Tg 4:4; Rm 12:1) Se nascemos de novo, somos novas criaturas, estamos assentados nos lugares celestiais juntamente com Cristo e não somos deste mundo. (II Co 5:17; Ef 2:6; Jo 17:16)

VII) O Maligno não lhe Toca
“Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive pecando; antes aquele que nasceu de Deus guarda-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca”. (I Jo 5: 18)
Está é a última evidência do novo nascimento. Já vimos o que significa “não vive pecando”. Mas o que vem a ser “o maligno não lhe toca?” Pedro não foi tocado pelo Diabo? Ananias e Safira também? O moço que pecou com a madrasta? (I Co 5) Então eles não eram nascidos de novo? De modo nenhum! Eles eram salvos realmente. O que João parece estar dizendo é que todo aquele que nasceu de Deus, nasceu de cima, pode pecar algumas vezes, mas não habitualmente e que o maligno nunca poderá levá-lo a cometer algum tipo de pecado que não possa ser perdoado por Deus. Graças a Deus pela grande salvação que recebemos!

Autor: Delcio Meireles
A DEUS toda a Honra e Glória.