sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

RECEBIDO NA GLÓRIA.(1tIMÓTEO 3:16).

Nos dias em que nosso Senhor se fez homem vimo-Lo humilhado e muitíssimo oprimido, pois foi “desprezado e o mais rejeitado entre os homens; homem de dores e que sabe o que é padecer” (Isaías 53:3). Ele, cujo esplendor é como o da alva, diariamente vestia pano de saco: vergonha foi o Seu manto, e acusações as Suas vestes. Agora, no entanto, tendo triunfado sobre todos os poderes das trevas no sangrento madeiro, com os olhos da fé contemplamos o nosso Rei voltando de Edom com vestes coloridas, glorioso em Seu manto de vitória (Isaías 63:1) . Como devia estar glorioso aos olhos dos serafins quando uma nuvem O acolheu da vista dos mortais e Ele ascendeu ao céu! Agora, Ele exibe a glória que tinha com Deus antes mesmo da terra existir, e ainda outra superior a todas as demais - aquela que conquistou na luta contra o pecado, a morte e o inferno. Vitorioso, Ele exibe a coroa de glória. Ouça como a canção se eleva! É uma nova e mais doce canção: “Digno é o Cordeiro que foi morto, pois nos remiu com Seu sangue para Deus”. Ele exibe a glória de um Intercessor que jamais poderá falhar, de um Príncipe que jamais será derrotado, de um Conquistador que venceu todos os adversários, de um Senhor que tem a lealdade do coração em todas as coisas. Jesus exibe toda a glória que o esplendor do céu pode Lhe conferir, que milhares de vezes milhares de anjos podem Lhe prestar. Nem com toda a sua imaginação você pode compreender Sua grandeza inigualável; contudo, haverá ainda outra manifestação dessa glória quando Ele descer do céu em grande poder, junto com todos os santos anjos: “então, se assentará no trono da sua glória” (Mt. 25:31). Oh, o esplendor dessa glória! Ela arrebatará o coração de Seu povo. E nem isto é o fim, pois a eternidade ouvirá o Seu louvor: “O teu trono, ó Deus, é para todo o sempre”. (Hb. 1:8) Leitor, se você alegra na glória de Cristo do porvir, Ele precisa ser glorioso aos seus olhos agora. Ele é?
Por Charles Haddon Spurgeon.
A Deus toda a Glória e Louvor!

Nenhum comentário: