terça-feira, 27 de janeiro de 2009

H E R E S I A S - 2.

"Mas houve também entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão encobertamente heresias destruidoras, negando até o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição" II Pedro 2.1

Heresia é todo ensinamento que não corresponde com a Palavra de Deus. Heresia é torcer a verdade usando a própria Palavra de Deus: "...nas quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, como o fazem também com as outras Escrituras, para sua própria perdição" II Pedro 3.16. A palavra escrita ou pregada para não ser heresia, tem que se conformar com a doutrina Bíblica, pois se não for assim, não haverá poder para transformar nem para convencer: "retendo firme a palavra fiel, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para exortar na sã doutrina como para convencer os contradizentes" Tito 1.9.

Neste meditação vamos atentar para uma heresia muito comum entre os evangélicos, a heresia de que o espírito do homem é divino e sua carne é pecadora.

Há um ensinamento de que o homem é formado por três partes: corpo, alma e espírito. Na alma reside os sentimentos, no espírito a parte santa do homem em relação a Deus, e no corpo o pecado. Esta heresia ensinada diz que o homem no espírito serve a Deus, no corpo ao pecado e na alma as suas vontades, portanto o homem enquanto viver neste mundo, possuirá duas naturezas: a de Deus no seu espírito e a do pecado na sua carne. Que o homem possui dois cachorros dentro de si, um branco e o outro preto. O branco é o lado espiritual que gosta das coisas de Deus e o preto o lado negro do pecado que gosta das coisas do mundo, portanto deve-se alimentar o branco e matar o preto.

Neste ensinamento não encontramos a aprovação das Escrituras, muito menos do Espírito da verdade que nos ensina todas as coisas e nos conduz à toda verdade. Deus pela Sua Palavra nos ensina que todos nós nascemos com uma só natureza: a pecadora: "Eis que eu nasci em iniqüidade, e em pecado me concedeu minha mãe" Salmos 51.5. Esta é a natureza de filhos da ira, dos filhos do diabo, e quem está debaixo do seu domínio é escravo do pecado e faz a vontade da carne e dos pensamentos: "nos quais outrora andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos de desobediência, entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como também os demais" Efésios 2.2-3. "Replicou-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado" João 8.34. "Pois o que faço, não o entendo; porque o que quero, isso não pratico; mas o que aborreço, isso faço. E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. Agora, porém, não sou mais eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; com efeito o querer o bem está em mim, mas o efetuá-lo não está. Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse pratico. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim" Romanos 7.15-20. E se alguém morrer no seu pecado, receberá como salário a morte: "Por isso vos disse que morrereis em vossos pecados; porque, se não crerdes que eu sou, morrereis em vossos pecados João 8.24. "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor" Romanos 6.23. "Quem comete o pecado é do Diabo, porque o Diabo peca desde o princípio, para isto o Filho de Deus se manifestou, para destruir as obras do Diabo" I João 3.8.

Por ser a lei impossível de salvar, por causa da fraqueza da carne no pecado, Deus enviou o Seu Filho Jesus Cristo, na semelhança de nossa carne pecaminosa, por causa do pecado, para que em sua própria carne, destruísse o pecado (Romanos 8.3). Jesus se assemelhou a nossa natureza, para que na sua morte ela fosse totalmente destruída, e foi: "sabendo isto, que o nosso homem velho foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado fosse desfeito, a fim de não servirmos mais ao pecado" Romanos 6.6, para que na sua ressurreição, pudéssemos receber da Sua natureza divina: "Mas Deus, sendo rico em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossos delitos, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), e nos ressuscitou juntamente com ele, e com ele nos fez sentar nas regiões celestes em Cristo Jesus Efésios 2.4-6.

O nosso primeiro nascimento nos traz para o mundo dos pecadores, mas o novo nascimento nos leva para a natureza divina: "pelas quais ele nos tem dado as suas preciosas e grandíssimas promessas, para que por elas vos torneis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo" II Pedro 1.4, pois Ele já nos deu tudo, todas as bênçãos espirituais dos céus em Cristo Jesus. Aleluia! Para vivermos em novidade de vida (Romanos 6.4). Quem verdadeiramente nasceu de novo, nasceu do alto, do Espírito, não possui mais a natureza pecaminosa, mas a natureza santa e divina de Deus. Deus não mistura o santo com o profano e jamais deixaria no homem regenerado a velha natureza. Deus verdadeiramente arranca de nossa carne o coração de pedra e nos dá um coração novo e um espírito novo: "Então aspergirei água pura sobre vós, e ficareis purificados; de todas as vossas imundícias, e de todos os vossos ídolos, vos purificarei. Também vos darei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne. Ainda porei dentro de vós o meu Espírito, e farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis as minhas ordenanças, e as observeis" Ezequiel 36.26-27.

Toda pessoa que nasceu da carne é carnal, e todo aquele que nasceu do Espírito é espiritual: "O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito" João 3.6. Quem é nascido na carne, mesmo que faça alguma coisa aparentemente espiritual, tais como: orar, jejuar, pregar, dar o dízimo é carnal, Deus não pode aceitar, porque tudo o que há nele, seja o corpo, a alma ou o espírito estão corrompido: "Toda a cabeça está enferma e todo o coração fraco. Desde a planta do pé até a cabeça não há nele coisa sã; há só feridas, contusões e chagas vivas; não foram espremidas, nem atadas, nem amolecidas com óleo" Isaías 1.5-6. Mas todo o que é espiritual não está mais na carne mas no Espírito, e tudo o que ele faz é espiritual: "Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele Romanos 8.9, portanto o seu corpo, alma e espírito estão guardados pelo poder de Deus: "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança incorruptível, incontaminável e imarcescível, reservada nos céus para vós, que pelo poder de Deus sois guardados, mediante a fé, para a salvação que está preparada para se revelar no último tempo" I Pedro 1.5; são santos de Deus, inculpáveis e irrepreensíveis: "A vós também, que outrora éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora contudo vos reconciliou no corpo da sua carne, pela morte, a fim de perante ele vos apresentar santos, sem defeito e irrepreensíveis" Colossenses 1.21-22; estão irrepreensíveis e preparados para o dia de Cristo Jesus: "E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo" I Tessalonissenses 5.23.

Se o pecado ainda te domina, não se engane, você ainda não nasceu de novo, ainda que você tenha uma convicção religiosa, porque Deus diz: "Todo o que permanece nele não vive pecando; todo o que vive pecando não o viu nem o conhece. Filhinhos, ninguém vos engane; quem pratica a justiça é justo, assim como ele é justo; quem comete pecado é do Diabo; porque o Diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo. Aquele que é nascido de Deus não peca; porque a semente de Deus permanece nele, e não pode continuar no pecado, porque é nascido de Deus. Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do Diabo: quem não pratica a justiça não é de Deus, nem o que não ama a seu irmão" I João 3.6-19.

Se você não entende isso, peça revelação a Deus, Ele é o que revela o que é profundo e o que está escondido: "Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz" Daniel 2.22. Amém. Quem é de Deus ouve as Palavras de Deus.

Edward Burke Junior
A DEUS toda a Honra e Louvor!

Nenhum comentário: