terça-feira, 27 de janeiro de 2009

H E R E S I A S - 1.

"INSTRUINDO COM MANSIDÃO AOS QUE RESISTEM, A VER SE PORVENTURA DEUS LHES DARÁ ARREPENDIMENTO PARA CONHECEREM PLENAMENTE A VERDADE. E TORNAREM A DESPERTAR, DESPRENDENDO-SE DOS LAÇOS DO DIABO, EM QUE À VONTADE DELE ESTÃO PRESOS" II TIMÓTEO 2.25-26.

Muitas são as heresias, mas a que mais se evidência em todos os tempos, é a doutrina do livre-arbítrio do homem. Para começar, a própria palavra é uma heresia em si mesma, pois, livre é aquilo que não tem arbitro, e aquilo que tem arbitro não pode ser livre. Exemplo: Um jogo de futebol não é livre se tem arbitro, e não pode ter arbitro se é livre. A própria palavra não existe, pois, é antagônica em si mesma.

O que os indoutos chamam de livre-arbítrio, vamos chamar de livre-vontade do homem. É nesta livre vontade que está a heresia. Esta defesa por livre vontade não é do homem, mas do diabo, quando no jardim do Éden ofereceu-o ao homem para tentá-lo a se rebelar contra Deus, e conseguiu. É ele mesmo que torce as Escrituras quando diz até hoje que Deus deu esta livre vontade ao homem antes do pecado, mas isto não é verdade. O homem teria total liberdade se Deus não tivesse dito: "mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás" Gênesis 2.17. Só se tem liberdade, quando esta liberdade é ampla e irrestrita.

É verdade que somente duas pessoas não eram escravas de suas vontades pecaminosas: Adão antes do pecado e Jesus; mas o homem não. Mas Adão antes do pecado, Jesus e o homem regenerado nunca tiveram vontade livre, pois, quando não somos escravos do pecado, somos servos da justiça, tanto é assim, que foi considerado pecado a desobediência de Adão: "Porque, quando éreis servos do pecado, estáveis livres em relação à justiça. E que fruto tínheis então das coisas de que agora vos envergonhais? pois o fim delas é a morte. Mas agora, libertos do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna" Romanos 6.20-22. Só há liberdade quando não há lei.

Como podemos ver, nunca houve para o homem, nem mesmo para o homem Jesus uma vontade livre, pois, sempre o homem estará debaixo de uma servidão, seja do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça. Qualquer um esta debaixo de autoridade, seja do diabo ou de Deus: "Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma; como ouço, assim julgo; e o meu juízo é justo, porque não procuro a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou" João 5.30. "Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou" João 6.38. "Porque, na verdade, o Filho do homem vai segundo o que está determinado; mas ai daquele homem por quem é traído!" Lucas 22.22. Jesus aprendeu a obediência por aquilo que sofreu (Hebreus 5.8). Ele foi obediente até a morte e morte de cruz (Filipenses 2.8), e sempre se sujeitou à vontade de Deus: "E adiantando-se um pouco, prostrou-se com o rosto em terra e orou, dizendo: Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres" Mateus 26.39.

A vontade de Deus é soberana, e o homem não foi criado para viver em rebeldia contra Deus. Livre-arbítrio nada mais é do que uma rebeldia contra a vontade de Deus, é uma defesa do homem rebelde que quer se levantar contra a vontade de Deus: "Por que se amotinam as nações, e os povos tramam em vão? Os reis da terra se levantam, e os príncipes juntos conspiram contra o Senhor e contra o seu ungido, dizendo: Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas. Aquele que está sentado nos céus se rirá; o Senhor zombará deles. Então lhes falará na sua ira, e no seu furor os confundirá, dizendo: Eu tenho estabelecido o meu Rei sobre Sião, meu santo monte. Falarei do decreto do Senhor; ele me disse: Tu és meu Filho, hoje te gerei. Pede-me, e eu te darei as nações por herança, e as extremidades da terra por possessão. Tu os quebrarás com uma vara de ferro; tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro" Salmos 2.1-9. Mesmo Jesus, a quem foi dado todo o poder nos céus e na terra, e todo domínio, depois de cumprir a vontade de Deus, também se sujeitará a Ele: "Então virá o fim quando ele entregar o reino a Deus o Pai, quando houver destruído todo domínio, e toda autoridade e todo poder. Pois é necessário que ele reine até que haja posto todos os inimigos debaixo de seus pés. Ora, o último inimigo a ser destruído é a morte. Pois se lê: Todas as coisas sujeitou debaixo de seus pés. Mas, quando diz: Todas as coisas lhe estão sujeitas, claro está que se excetua aquele que lhe sujeitou todas as coisas. E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então também o próprio Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos" I Coríntios 15.24-28.

Quando dizemos que o homem não tem vontade livre, não estamos dizendo que o homem não tenha liberdade, mas esta liberdade é uma lei, é o que a Bíblia chama de lei da liberdade: "Falai de tal maneira e de tal maneira procedei, como havendo de ser julgados pela lei da liberdade" Tiago 2.12. O mesmo versículo de Gênesis 2.16, nos mostra o que isto significa quando diz: "De todas as árvores do jardim podereis comer livremente". Este versículo nos mostra claramente a diferença de vontade livre e liberdade. O homem só teve esta liberdade, porque foi dada por Deus. Dentre todas árvores do jardim eles podiam comer livremente. Na ordem de Deus estava a liberdade deles, aqui eles podiam comer conforme bem lhes parecia, e esta liberdade só foi possível, porque a lei lhe proporcionou.

Como podemos ver, eles tinham liberdade, mas não vontade livre, pois, onde há lei não há vontade livre, porque Deus restringiu a eles a árvore do conhecimento do bem e do mal: "Ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim podes comer livremente; mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dessa não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás" Gênesis 2.16-17. Eles só teriam vontade livre se eles pudessem escolher livremente e não ser punidos.

A vontade do homem caído não está separada de sua natureza, portanto, é uma heresia dizer que o homem tem "livre-arbítrio" ou vontade livre, porque aquele que está no pecado, está debaixo do poder do pecado que está nos seus membros, e que o leva cativo a satisfazer os desejos da sua carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos: "Replicou-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado" João 8.34. Caso ele esteja debaixo da graça, não vive mais, mas é Cristo que vive nele, portanto, as suas vontades estarão ligadas à sua natureza, e continua servo, mas só que agora da justiça e da santidade da vida de Cristo.

O homem tem vontade, mas ela não é livre porque todo o universo é regido por leis. Ele só encontra liberdade onde o próprio Deus concede. Só era possível haver vontade livre se Aquele que é o legislador e juiz não existisse. E se Ele não existisse continuaríamos sendo servos, só que do diabo. Caso ele também não existisse, ai sim estaríamos livres, mas daí seríamos deus e esta é que foi a tentação. O que chamam de livre-arbítrio, os pais da igreja chamaram de escravidão. A vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste.

O homem caído, pecador, não tem escolha. Deus diz: "Escolhe a vida", porque a condenação e a morte ele já tem: "Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é julgado; mas quem não crê, já está condenado; porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus" João 3.17-18. O homem seria livre se ele tivesse duas opções para escolher e Deus não dá essas opções. Só há uma escolha, uma porta, um caminho, uma verdade, uma vida: Jesus Cristo, caso contrário, já está condenado, acreditando em livre-arbítrio ou não.

O livre-arbítrio é uma mentira do diabo que ele lançou lá no Éden enganando a mulher e continua com a mesma astúcia enganando as pessoas até o dia de hoje. Ele mesmo sabe que como criatura está debaixo da Soberania e da Determinação de Deus: "Ora, quando se completarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão, e sairá a enganar as nações que estão nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, a fim de ajuntá-las para a batalha. E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade querida; mas desceu fogo do céu, e os devorou; e o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados pelos séculos dos séculos" Apocalipse 20.7-10.

Creia na Soberania de Deus, no Seu Poder, na Sua Determinação, no Testemunho que Ele deu de seu Filho; sujeite-se à Sua Vontade, arrependa-se da sua maldade, ponha a sua boca no pó, caso contrário, a parte que lhe cabe é o Lago de Fogo que é a segunda morte, porque na primeira morte, todos os que não foram vivificados por Cristo estão: "E a morte e o hades foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo. E todo aquele que não foi achado inscrito no livro da vida, foi lançado no lago de fogo" Apocalipse 20.14-15. A vontade de Deus e não a do homem prevalecerá. Amém.
Edward Burke Junior
A DEUS toda a Honra e Louvor!

Nenhum comentário: